Poesia das cores é um projeto digital de articulação e disseminação da poesia contemporânea, que tem como público-alvo pessoas interessadas em literatura brasileira. O objetivo da ação cultural é incentivar a leitura e a contemplação de obras poéticas. Para a primeira edição do projeto foram convidados os artistas: Regina Azevedo, Flora Poppovic, Ana Pessoa, Kika Hamaoui, Vitto Poeta e Douglas Cordare, que declamaram poemas da escritora Ivete Nenflidio, nos textos, temas como: ancestralidade, cultura, trabalho, política, resistência e sentimentos de afetividade.

As leituras poéticas estão disponíveis no instagram da autora:
instagram.com/ivete_nenflidio/

Poemas de Ivete Nenflidio

Ofício da palavra

Enquanto te espero,
crio decretos.
Designando uma nova lei…
Fica obrigatório
uma poesia por dia,
com ou sem regras!
Tanto faz.
Poderá ter tema,
sem título, ser precisa.
Livres dos cânones
inquisitoriais,
das métricas e rimas.
Poderá ser clichê,
anistiado de padrões,
melodramático,
usando palavras abstratas,
neologismos…
Apenas uma regra:
que seja original
e fiel aos liames da inventividade.

A arte de colorir os céus

Fiando a teia
da própria
existência,
permanecerás na vigília
ornamentada,
ansiosamente esperarás
as flamas explosivas,
multicores,
observarás, atento,
da marquise
de ladrilhos trincados;
prefere o silêncio,
não quer acordar
o cão que repousa.
Observarás a enviesada
estrela dourada
de partículas
planas e reflexivas.
Plastificada e
desnorteada edificação
no pico da árvore
lacônica.
Esperarás…
Arranharás o céu da boca
com seu canto,
cantarás enquanto espera.
Usarás o vento para navegar
os pensamentos,
irá ao encontro
de alguém que partiu.
Velarás o sono manso do cão,
torcerá pelo silêncio.
Continuarás esperando a meia-noite,
o badalar dos sinos da capela.
Atento…
Não despertará os monstros
que vagueiam
por seus pensamentos,
não lembrará da fome,
da ganância e da guerra,
apenas observará
os fogos de artifício.

image003 300x200 - Leituras Poéticas: poesia das cores, por Ivete NenflidioIvete Nenflidio é curadora artística, escritora e poeta brasileira.
A autora, publicou seus primeiros textos em antologias poéticas, estreou com a obra: “País Estrangeiro”.
Publicou ainda: “Memórias Difusas”, “Cartografias da saudade” e a ficção “Calendas de Março”, obra viabilizada com recursos da Lei Aldir Blanc.
Está finalizando as obras: “O sereno que habita meus olhos” e “ATAQUE – cale-se agora e para sempre”.

RECOMENDAMOS






Colha o dia, aproveite o momento...