Estes elefantes carregam dezenas de pessoas todos os dias por cerca de 40 anos. E ao não encontrar turistas por causa da preocupante pandemia de coronavírus, eles puderam finalmente descansar em paz.

Os animais que estavam no campamento de elefantes Maesa em Chiang Mai, norte da Tailândia foram libertos da exploração que viviam há 44 anos.

A diretora do acampamento, Anchalee Kalampichit, disse que esta foi a primeira vez em 44 anos que os elefantes não usaram os assentos no início do dia: “A empresa agora mudará seus negócios para permitir que os elefantes circulem livremente pelos jardins e operem como um local para os visitantes observarem animais , e os 78 jumbos nunca precisarão usá-los novamente.”

“Não estamos planejando recolocar os apoios de assento nos elefantes, mesmo que possamos operar novamente. Queremos mudar o estilo do local e encontrar formas mais naturais para o público apreciar os elefantes. Daremos as boas-vindas aos turistas para que gostem de aprender sobre os modos de vida dos elefantes naturalmente, em vez de usá-los para entreter os turistas “, concluiu.

Em meio a tantas notícias tristes pelo novo coronavírus, a Natureza agradece. E que possamos finalmente repensar sobre nossas atitudes com os animais e nossa relação com o planeta.

Fonte indicada e adaptada: Upsocl

COMENTÁRIOS




Mariana Marques
Sou estudante, apaixonada por Harry Potter, mãe da Elisa (que está pra nascer) e decidi criar, juntamente com o meu namorado Lucas, a Revista Carpe Diem. Vamos falar de temas atuais, sempre com foco na sustentabilidade e na divulgação de ações humanitárias.