O ácido tânico, conhecido também como tanino, está presente em vinhos, conseguindo auxiliar na redução de infecções por Covid-19. Apresentou o estudo realizado por pesquisadores da China Medical University, de Taiwan, publicado no mês de dezembro de 2020, no American Journal of Cancer Research.

A pesquisa revela que o composto possui propriedades inibidoras duplas, possibilitando o bloqueio de serinas proteases virais e celulares, que costumam ser críticas para infecções virais, como acontece pela Sars-Cov-2, responsável pela Covid-19.

A capacidade de inibir a atividade enzimática desse novo coronavírus foi verificada em seis compostos naturais. O ácido tânico, em específico, demonstrou em suas fases iniciais que consegue diminuir até 90% dessa atividade, controlando e diminuindo a carga viral recebida por infectados.

É um estudo ainda em fase inicial. Não podemos confirmar que o consumo de vinho realmente combate a covid-19. O que se pode dizer é que o ácido tânico possui um efeito sobre a Sars-Cov-2, do qual, cientistas iram realizar novos estudos para que possam descobrir quais outros alimentos que possuem a presença desse composto, como por exemplo caqui e romã, também pode apresentar resultados parecidos.

Fonte indicada e adaptada: Olhas Digital

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




Lucas Mendes
Viciado em games, estudante de Educação Física na UFG, pai da Elisa (que ainda está pra nascer) e apaixonado por futebol. Em parceria com minha namorada Mariana, criamos a Carpe Diem com o objetivo de espalhar notícias boas e positivas. sempre antenados com a preservação ambiental.