Diversas pessoas ficaram penduradas de cabeça para baixo devido uma falha no brinquedo de um parque de diversões que estava instalado em Praia Grande, litoral de São Paulo. Na noite de segunda-feira(25), o funcionário do parque foi visto por várias testemunhas empurrando o brinquedo manualmente para que ele voltasse a funcionar, enquanto as pessoas que estavam nele, gritavam por socorro. A empresa responsável pelos brinquedos explicou que o motivo do incidente foi a oscilação de energia.

Nomeado como Kamikaze, o brinquedo realiza giros de 360 graus, sem realizar grandes paradas. Porém, nesta segunda-feira, as pessoas que estavam por fora do brinquedo notaram a demora para realizar o giro, ficando de cabeça para baixo por uns 10 minutos. “Ele deu as voltas que dá e ficou parado lá em cima. Eu já tinha acompanhado o brinquedo outras vezes e sabia que ele não deveria ter ficado parado”, contou uma das testemunhas que estava observando o brinquedo.

kamikaze - Brinquedo trava no ar e deixa pessoas de cabeça para baixo a 18 metros de altura em parque de diversões

Uma das testemunhas teve a ideia de fotografar a situação, tendo assim o horário registrado, e provar que as pessoas ficaram de cabeça para baixo quase dez minutos.

Assim que as pessoas saíram do brinquedo elas disseram: “Foi uma das cenas mais terríveis da minha vida porque eu fiquei ouvindo os pais, embaixo, gritando para as meninas dentro do brinquedo ficarem mais calmas, segurarem forte e levantarem a cabeça. Lá em cima, elas gritavam por socorro”.

O brinquedo possui 18,37 metros de altura, e é capaz de carregar 16 pessoas em cada cabine, tendo duas cabines.

kamikaze 2  scaled - Brinquedo trava no ar e deixa pessoas de cabeça para baixo a 18 metros de altura em parque de diversões

Fonte indicada e adaptada: G1

RECOMENDAMOS






Viciado em games, estudante de Educação Física na UFG, pai da Elisa (que ainda está pra nascer) e apaixonado por futebol. Em parceria com minha namorada Mariana, criamos a Carpe Diem com o objetivo de espalhar notícias boas e positivas. sempre antenados com a preservação ambiental.