22 anos e caçador, Patrick Boyle entrou em uma floresta carbonizada de eucalipto em Mallacoota, ele estava a procura de animais para ajudar; Patrick encontrou mais de dez espécimes mortas.

Os animais que foram resgatados foram todos hospitalizados em um refúgio para vidas selvagens, o “Abrigo da Vida Selvagem de Mallacoota”. O refúgio tem como missão reabilitar e resgatar esses animais feridos ou órfãos, para devolvê-los a natureza assim que suas condições permitirem. Com os acontecidos na Austrália, o refúgio se encontra sobrecarregado de animais como: cangurus, gambás, coalas e alguns outros animais, todos eles feridos pelo incêndio que chega todos os dias.

Alguns especialistas afirmaram que cerca de 500 milhões de animais selvagens morreram com os incêndios ocorridos de setembro até hoje.

Ninguém esperava que um caçador fosse ajudar esses animais em dificuldade, mas na situação que se encontram, é importante resgatar o maior número de animais possíveis.

Tendo isso em mente, os australianos estão lado a lado com bombeiros, veterinários e voluntários, para poder auxiliar e resgatar todos esses animais das chamas e procurar conter as enormes perdas já registradas.

Fonte indicada e adaptada: GreenMe

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




Lucas Mendes
Viciado em games, estudante de Educação Física na UFG, pai da Elisa (que ainda está pra nascer) e apaixonado por futebol. Em parceria com minha namorada Mariana, criamos a Carpe Diem com o objetivo de espalhar notícias boas e positivas. sempre antenados com a preservação ambiental.