O cachorro de Hong Kong, foi para quarentena após um teste que constatou um “baixo nível” de coronavírus.


O Departamento de Agricultura, Pesca e Conservação do território semiautônomo da China pronunciou na sexta-feira (28) e afirmaram de que não há “evidências de que animais de estimação possam estar infectados com o vírus covid-19 ou ser uma fonte de infecção para as pessoas.”

Alguns testes extras ainda irão confirmar se teve alguma contaminação ambiental. Por via de dúvidas, o Departamento pediu para pacientes confirmados com o vírus que possuem um animal de estimação, erá necessário colocar o animal em quarentena.

Foi recomendado então para toda a população que usem máscaras e lavem as mãos com água e sabão ou álcool desinfetante constantemente, e sempre que entrarem em contato com qualquer bichinho.


Fonte indicada e adaptada: R7

COMENTÁRIOS




Lucas Mendes
Viciado em games, estudante de Educação Física na UFG, pai da Elisa (que ainda está pra nascer) e apaixonado por futebol. Em parceria com minha namorada Mariana, criamos a Carpe Diem com o objetivo de espalhar notícias boas e positivas. sempre antenados com a preservação ambiental.