Sabe quando tudo parece que começa a dar errado? Então, esta é a situação da filmagem de “Rust”. Após a morte acidental da diretora de fotografia durante os ensaios de uma cena com uma arma de fogo disparada por Alec Baldwin, o filme Rust agora pode ser pano de fundo de outra fatalidade.

Ocorre que um dos iluminadores foi picado por uma aranha muito venenosa durante as gravações. Está em tratamento, mas corre o risco de ter o seu braço amputado, devido à infeçcão e necrose do braço.

O incidente ocorreu no mesmo set em que o ator Alec Baldwin acidentalmente matou a diretora de fotografia Halyna Hutchins. O profissional foi picado dias após a tragédia com Halyna, que morreu no dia 21 de outubro.

O operador de iluminação e montador Jason Miller foi picado por uma Loxosceles reclusa, também conhecida como aranha-violinista ou aranha-marrom-reclusa, espécie muito venenosa, enquanto ajudava a esvaziar o set da produção do filme. Com as filmagens interrompidas por tempo indeterminado, Miller estava guardando os equipamentos. Apesar de ter sido socorrido, o operador de iluminação ainda corre o risco de ter o braço amputado.

A aranha-violinista tem entre 6 e 20 milímetros, é venenosa e bastante presente na América do Norte. Sua mordida tem consequências significativas em seres humanos.

Como os custos de saúde são extremamente altos nos Estados Unidos, uma página foi criada a fim de arrecadar fundos para ajudar Jason Miller a bancar as contas hospitalares.

Após tragédia, Baldwin defende presença policial em gravações

Devido à picada, o braço do profissional sofreu necrose e infecção. Miller já passou por cirurgias para combater a infecção, mas mesmo assim corre o risco de perder o membro.

Fonte: R7

RECOMENDAMOS






Colha o dia, aproveite o momento...