Com apenas 4 anos de idade, Olivia salvou a vida de seu irmão mais novo, chamado Eli Vasquez.

Vasquez nasceu em 2018, saudável igual a qualquer um outro menino, mas infelizmente aos seus 9 meses foi diagnosticado com a síndrome Hurler, uma doença genética do qual o corpo não produz uma enzima importante para digerir o açúcar.

Quanto a isso, não se tem muito a fazer, a não ser um transplante de medula óssea, que poderia salvar o menino. E para que dê certo é necessário uma compatibilidade do doador e do receptor.

A responsável por salvar sua vida foi Olívia, sua própria irmã, e quando retornou ao médico depois de um ano, o médico informou de que o tratamento teria dado certo.

menina salva irmao 2 e1607728447951 - Com apenas 4 anos menina doa medula e salva seu irmão mais novo

Seu pediatra Ashish Gupta, do Hospital Infantil Maçônico da Universidade de Minnesota, explicou sobre a síndrome: “Essas grandes moléculas de açúcar começam a se acumular no corpo e se acumulam em todos os lugares — da cabeça aos pés. [A síndrome] pode causar danos ao cérebro, fígado, baço, pulmões e coração. Os ossos também são afetados, levando crianças com síndrome de Hurler a desenvolver rostos largos com a ponte nasal plana e ossos frontais protuberantes. Sem tratamento, os jovens pacientes morrem na primeira década de vida. É uma doença difícil”, foi ele também o responsável pelo tratamento de Eli Vasquez.

Como foi citado, é preciso ter uma combinação perfeita entre o doador e o receptor, não podendo carregar nenhum gene defeituoso. Assim que testaram a irmã de Eli, viram que ela atendeu aos dois critérios. A chance disso acontecer é de 1 em 8, explicou o médico.

Fonte indicada e adaptada: Só Notícia Boa

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




Lucas Mendes
Viciado em games, estudante de Educação Física na UFG, pai da Elisa (que ainda está pra nascer) e apaixonado por futebol. Em parceria com minha namorada Mariana, criamos a Carpe Diem com o objetivo de espalhar notícias boas e positivas. sempre antenados com a preservação ambiental.