O Museu de História Natural de Londres divulga nesta terça (9) os vencedores do prêmio Fotógrafo de Vida Selvagem do Ano. Aberta para fotógrafos profissionais e amadores, a competição premia retratos singelos de momentos únicos na natureza.

A competição é famosa no mundo todo por apresentar fotografias espetaculares, que contam uma história da Natureza selvagem. Confira algumas das vencedoras:

Dançando na Neve – por Qiang Guo, China

fotos1 - Dois leões machos se acariciam em meio a tempestade em foto vencedora de prêmio

Na Reserva Natural Lishan, na província de Shanxi, na China, Qiang observou dois faisões dourados machos trocando continuamente de lugar neste tronco – movimentos semelhantes a uma dança silenciosa na neve.

A Água e o Urso – por Jeroen Hoekendij, Países Baixos

fotos2 - Dois leões machos se acariciam em meio a tempestade em foto vencedora de prêmio

floresta temperada de Anan, no Alasca, este pequeno filhote decidiu tirar uma soneca à tarde em um galho coberto de musgo, enquanto esperava a mãe voltar na segurança da altura da árvore, sob o olhar atento de uma águia careca juvenil.

A águia estava sentada neste pinheiro há horas e o fotógrafo Jeroen achou a situação extraordinária.

Esperança em uma fazenda queimada – por Jo-Anne McArthur, Canadá

fotos3 - Dois leões machos se acariciam em meio a tempestade em foto vencedora de prêmio

Jo-Anne foi para a Austrália no início de 2020 para documentar as histórias de animais afetados pelos devastadores incêndios florestais que estavam varrendo os estados de Nova Gales do Sul e Victoria.

Trabalhando exaustivamente ao lado da Animals Australia (uma organização de proteção animal), ela teve acesso a locais de queimada, resgates e missões veterinárias. Este canguru cinza oriental e seu bebê retratado perto de Mallacoota, Victoria, estavam entre os sortudos.

Abrigo da chuva – por Ashleigh McCord, EUA

fotos4 - Dois leões machos se acariciam em meio a tempestade em foto vencedora de prêmio

Durante uma visita ao Maasai Mara, no Quênia, Ashleigh capturou este momento de ternura entre um par de leões machos. No início, ela estava tirando fotos de apenas um dos leões, e a chuva era apenas uma leve chuva.

Inicialmente, o segundo se aproximou brevemente, cumprimentado seu companheiro antes de optar por ir embora.

Mas quando a chuva se transformou em um aguaceiro pesado, o segundo macho voltou e sentou-se, posicionando seu corpo como se para abrigar o outro. Pouco depois, eles esfregaram os rostos e continuaram sentados acariciando por algum tempo.

Ashleigh ficou observando até a chuva cair com tanta força que eles mal eram visíveis.

Impressionantes, não é?

Fonte indicada e adaptada: BBC Brasil

RECOMENDAMOS






Colha o dia, aproveite o momento...