Estudantes descobriram um jeito de separar plásticos desintegrados da areia da praia.

Através de uma máquina esses jovens canadenses conseguem coletar os micro plásticos e devolver a areia para a praia.

O que acontece com esses micro plásticos é que eles costumam quebrar em partes menores a qualquer momento, e podem ser encontrados em todos os lugares, até mesmo em nosso organismo, e pensando assim, eles acabam comprometendo seriamente a vida marinha.

Hoola One foi o nome dado para o equipamento que foi desenvolvido por 12 estudantes que cursam engenharia na Universidade de Sherbrooke, em Quebec, no Canadá, funcionando como um grande aspirador que consegue dividir o micro plástico da areia da praia.

Seu modo de funcionamento é simples, a máquina aspira todos os pedacinhos de plástico e os enviam para um tanque de água.

A divisão ocorre dentro do tanque, e como a areia é mais pesada ela acaba ficando no fundo.

O plástico fica na parte superior da água, já que ele flutua. Tendo a divisão feita a areia retorna para a praia.

Já o micro plástico ele fica reservado na própria máquina.

Um dos criadores da máquina Hoola One, Sam Duval, explicou que “Pesquisamos muito e descobrimos que não existe uma máquina que faça este trabalho, por isso decidimos criar uma”.

Fonte indicada e adaptada: SóNotíciaBoa+

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




Lucas Mendes
Viciado em games, estudante de Educação Física na UFG, pai da Elisa (que ainda está pra nascer) e apaixonado por futebol. Em parceria com minha namorada Mariana, criamos a Carpe Diem com o objetivo de espalhar notícias boas e positivas. sempre antenados com a preservação ambiental.