Rubinho, um gatinho que há anos que tinha o costume de andar sem coleira por uma galeria comercial em Copacabana, foi proibido pela administração em abril do ano passado de transitar livremente no local. Mas essa semana, seu dono ganhou na Justiça o direito do bichano ficar solto ali.

Pedro Duarte Correia, o dono, após adotar Rubinho tinha o costume de deixa-lo andar pelos corredores da galeria por ser lojista do local. Quando veio a proibição, Pedro se viu triste pelo bichano “Eu fiquei muito deprimido. O gato não poder andar?”.

Pensando nisso, Pedro entrou na Justiça pedindo pela liberdade do animal e com a ajuda de um abaixo-assinado, a causa foi ganha. “Aqui na galeria conseguimos 15 mil nomes em um abaixo-assinado” conta ele, “Um casal de advogados se interessou pela causa e entrou na Justiça”

Rubinho ainda conquista novos admiradores todos os dias, “Tem gente que vem aqui todo dia para ver o Rubinho” diz o dono. Que viva a liberdade de Rubinho!

Fonte indicada: G1


RECOMENDAMOS


COMENTÁRIOS




Mariana Marques
Sou estudante, apaixonada por Harry Potter, mãe da Elisa (que está pra nascer) e decidi criar, juntamente com o meu namorado Lucas, a Revista Carpe Diem. Vamos falar de temas atuais, sempre com foco na sustentabilidade e na divulgação de ações humanitárias.