Maria Eustáquia da Silva, tem 69 anos e morreu nessa segunda-feira(8), algumas horas depois de descobrir que seu filho, Irapuã Francisco da Silva, de 44 anos, tinha morrido devido complicações da covid-19, revelou um amigo da vítima à UOL. O ocorrido foi na cidade de Ceres, em Goiás.

O homem que explicou sobre o ocorrido preferiu não se identificar, mas contou que a senhora teve uma parada cardiorrespiratória assim que foi informada pela morte de seu filho.

O Corpo de Bombeiros foi chamado para socorrer a idosa, que estava tendo uma parada cardiorrespiratória. Foi realizado procedimentos de reanimação e chegou a ser levada ao Hospital Pio X, local onde a idosa morreu, segundo conta o amigo da família.

Irapuã era motorista, e começou a ter seus primeiros sintomas no começo de janeiro, mas não quis procurar atendimento médico.

Alguns dias depois, com falta de ar, ele foi ao Hospital Municipal de Rialma, na cidade ao lado, e foi diagnosticado com covid-19. De acordo com os exames realizados ele estava com 75% de seu pulmão comprometido, revelou o amigo.

O amigo da família também explicou que mesmo assim ele recusou a internação e deixou um papel assinado como termo de responsabilidade pela atitude.

Enquanto estava em casa, Irapuã passou mal novamente, e decidiu voltar para buscar atendimento em Ceres, porém não resistiu.

Fonte indicada e adaptada: UOL

RECOMENDAMOS






Viciado em games, estudante de Educação Física na UFG, pai da Elisa (que ainda está pra nascer) e apaixonado por futebol. Em parceria com minha namorada Mariana, criamos a Carpe Diem com o objetivo de espalhar notícias boas e positivas. sempre antenados com a preservação ambiental.