“Gente, estou sendo marcada em milhares de comentários a respeito da Larissa Manoela que doou a cachorrinha Vitoria, adotada do Instituto Luisa Mell. Confesso que fiquei muito triste quando vi a notícia na internet e com a resposta da assessoria da Larissa Manoela que alegou que, por compromissos profissionais, a Larissa não tinha tempo de cuidar da Vitoria. Mas fiquei mais triste ainda por saber que ela tem outros cães, todos de raça e apenas a vira-latas Vitoria foi doada”, disse a ativista em suas redes sociais.

“Sinto que alguém que inspira tanta gente, que batalhou tanto na vida, trabalhando desde cedo, para chegar aonde chegou, dê esse exemplo quando se trata de uma vida. Adotar um cãozinho deve ser sempre um ato de amor. Uma vida não pode ser tratada como um objeto. Cães, gatos e outros animais criam laços de amor, se apegam e se acostumam com o ambiente em que vivem. Vitoria já tinha uma história de abandono, de negligência antes da adoção. Passou anos com a Larissa e agora, terá que recomeçar. Estou com o coração em pedaços”, completou Luisa Mell.

Luisa disse ainda admirar Larissa Manoela mas pontuou: “realmente uma pena que isso tenha terminado dessa forma para a Vitoria. Meu compromisso sempre será com os animais“.

“Dizem que na juventude aprendemos, mas apenas na maturidade compreendemos. Larissa Manoela, de coração, admiro sua história, sua garra e conquistas merecidas, mas espero que em breve, você compreenda o que essa atitude representa e o exemplo que você pode ter dado aos seus fãs que, como você, estão aprendendo na juventude. Caso a Vitoria precise de qualquer assistência, como qualquer um de nossos adotados, conte com o Instituto Luisa Mell. Realmente uma pena que isso tenha terminado dessa forma para a Vitoria. Meu compromisso sempre será com os animais”, finalizou Luisa.

Larissa logo se prontificou em responder: “Não abandonei a cachorrinha que eu adotei. Eu nunca faria isso. Todo mundo sabe do meu amor pelos animais. Algumas pessoas se aprofundaram sem saber da verdade. Tenho outros cachorros vira-latas e nunca fiz distinção entre eles. Ela não se acostumou com a minha ausência. A Vitória Regina ficou triste, não estava comendo direito e começou a brigar com outros cachorros”, falou Larissa.

Disse ainda que doou a cachorrinha Vitória a amiga Roberta, que logo saiu em sua defesa: “Ela é minha amiga de anos e está tratando a Vitória Regina muito bem. Eu recebo notícias sempre. Parem de destilar ódio na internet para cima de mim e da Roberta. Foi um ato de amor que a gente fez pela Vitória Regina que está super bem com as suas duas mamães”.

E aí, qual sua opinião sobre o assunto?

Fonte indicada e adaptada: Hypeness

RECOMENDAMOS






Sou estudante, apaixonada por Harry Potter, mãe da Elisa (que está pra nascer) e decidi criar, juntamente com o meu namorado Lucas, a Revista Carpe Diem. Vamos falar de temas atuais, sempre com foco na sustentabilidade e na divulgação de ações humanitárias.