Cerca de 55 elefantes morreram de fome nos últimos 2 meses no Parque Nacional Hwange, no Zimbábue. Um dos motivos é a grave seca que atinge o país.

Tinashe Farawo é o porta-voz da Zimparks, que é uma agência de administração dos parques de vida selvagem do país, disse que: “A situação é desesperadora”, e completou, “Os elefantes estão
morrendo de fome e isso é um grande problema”.

A seca reduziu grande parte da colheita de Zimbábue, sendo que um terço da população vive do cultivo do alimento, em que já sofrem com uma grave crise econômica.

Em Agosto, a ONU relatou que dois milhões de pessoas podem passar fome no país por estas condições.

Muitos elefantes foram encontrados próximos de lagos vazios, cerca de 50 metros, trazendo o pensamento de que eles vinham de longe a procura de água.

O parque possui uma capacidade para quinze mil elefantes, mas já estão com um marco superior a cinquenta e cinco mil elefantes, em que Farawo diz que esse talvez seja um dos motivos da destruição da vegetação em Hwange.

elefantes 2 - Mais de 55 elefantes morrem de fome devido a graves crises de seca em Zimbábue

Fonte indicada e adaptada: G1


RECOMENDAMOS


COMENTÁRIOS




Lucas Mendes
Viciado em games, estudante de Educação Física na UFG, pai da Elisa (que ainda está pra nascer) e apaixonado por futebol. Em parceria com minha namorada Mariana, criamos a Carpe Diem com o objetivo de espalhar notícias boas e positivas. sempre antenados com a preservação ambiental.