Shiva, um jovem indiano simples já ajudava policiais a resgatar corpos no rio há vários anos. Certa vez, ele impediu que alguém tirasse a própria vida pela primeira vez e se apaixonou pela sensação. Hoje, ele já salvou 114 vidas.

Aos 10 anos, convenceu os policiais que buscaria um corpo mergulhado no rio pelo preço de 40 rúpias, cerca de R$2,40. “Eles inicialmente se recusaram dizendo que eu era muito jovem. Mas eu os convenci”, lembra.

Isso aconteceu 20 anos atrás e hoje ele continua resgatando corpos e agora também salvando vidas, convencendo suicidas a não cometerem o ato.

O suicídio é um crime na India e muitas pessoas que são resgatadas na água, fogem antes que se chame a polícia. “Já perdi a conta de quantos corpos encontrei. Mas salvei 114 vidas”, disse ele à BBC.

Shiva agora também está treinando sua esposa para que ela possa resgatar pessoas também.

Apesar de ser um trabalho nobre, o rio no qual Shiva precisa mergulhar é extremamente poluído e ele desenvolveu erupções cutâneas e pegou outras doenças, incluindo um surto de febre tifóide.

“Não há tempo de passar a marcha. Você tem que reagir rápido. Se você vir alguém pular, você tem que pular imediatamente.” diz ele.

O lago também cheira mal durante o verão e as cobras são comumente encontradas em suas margens, mas Shiva não tem planos de mudar.

“Quero ficar aqui”, diz ele. “Só se eu ficar aqui, poderei salvar vidas. A satisfação de salvar uma vida é suprema.”

Fonte indicada e adaptada: R7

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




Mariana Marques
Sou estudante, apaixonada por Harry Potter, mãe da Elisa (que está pra nascer) e decidi criar, juntamente com o meu namorado Lucas, a Revista Carpe Diem. Vamos falar de temas atuais, sempre com foco na sustentabilidade e na divulgação de ações humanitárias.