De acordo com as propostas da fase 2, se deve utilizar a bicicleta caso precise sair. A força-tarefa de Colão, incentivou o meio de transporte como o de excelência, e obteve incentivos governamentais. Giuseppe Sala, prefeito de Milão considerou a ideia e a anunciou em seu Facebook.


O transporte público em meio a pandemia, se torna um problema ainda maior devido o fácil contágio do coronavírus. Para muitos, o transporte público já não era uma opção e optaram por veículos particulares, podendo ser um risco a invadir as cidades.

Com isso, podemos ter como transporte as bicicletas sustentáveis, dando um incentivo à essa mobilidade sustentável. E com isso, a bicicleta aparece como uma solução.

“É difícil escolher um veículo público , que tenha a sua razão de ser na promiscuidade – escreve em particular a Federação Italiana de Meio Ambiente e Bicicleta – o transporte público” em massa “em breve terá que revisar suas regras sem esperar pelo” medo do contágio ” passos. O mesmo se aplica aos carros: o compartimento de passageiros é um ambiente fechado, com pouca troca de ar. Hoje já existe a regra de que, se você tem um passageiro, que não é uma pessoa com quem mora, ele deve ficar para trás e ao lado, à distância ”.

Pianificazione, creatività e collaborazione

Pianificazione, creatività e collaborazione.

Posted by Beppe Sala on Friday, April 17, 2020


“Ontem eu estava conversando sobre isso com a força-tarefa de Colao e, por exemplo, presumimos que o governo financie a compra de bicicletas elétricas – anuncia o prefeito de Milão em sua página no Facebook, onde permanece uma situação de emergência – é uma solução, um soluções, e seremos responsáveis ​​por garantir que as bicicletas possam se mover melhor. Portanto, se antes de sermos bloqueados por mil regras, mil burocracias, teremos que encontrar nesta fase, com um pouco de criatividade, a maneira de permitir que as bicicletas circulem pela cidade “.

Outros municípios também aderiram a ideia e já estão trabalhando nisso. Roma por exemplo, onde seu transporte público é muito valorizado e aglomerado, melhorou suas ciclovias para evitar o uso de seus transportes públicos. Nápoles também, e em Rimini que também gostaram da ideia, esta pensando em autorizar a scooter.

Será que o coronavírus se tornará o motor para uma mudança sustentável?


Fonte indicada e adaptada: GreenMe

COMENTÁRIOS




Lucas Mendes
Viciado em games, estudante de Educação Física na UFG, pai da Elisa (que ainda está pra nascer) e apaixonado por futebol. Em parceria com minha namorada Mariana, criamos a Carpe Diem com o objetivo de espalhar notícias boas e positivas. sempre antenados com a preservação ambiental.