Conforme noticiado pelo site Greenme, a cientista mexicana Sandra Ortiz Pascoe descobriu como criar plástico biodegradável usando o suco extraído das folhas de cactos, uma planta que cresce em ambiente selvagem, no México.

O objetivo da pesquisadora era criar um material que fosse semelhante ao plástico, mas completamente natural e pudesse substituir o plástico na fabricação de objetos do cotidiano, incluindo itens descartáveis, como talheres e sacolas plásticas.

A pesquisadora conseguiu seu propósito criando um plástico a partir do suco das folhas de cacto. O processo de fabricação desse plástico parece bastante simples: depois de eliminar a casca das folhas, a polpa é centrifugada para obter o suco, que será então refrigerado.

Neste momento a mágica acontece: ao líquido obtido do cacto é adicionada uma substância não tóxica que permite que o suco se transforme em um material completamente similar ao plástico . O líquido é então vertido em uma camada fina, pressionado e deixado secar. O processo de produção leva cerca de dez dias, mas o pesquisador está convencido de que poderia ser acelerado em nível industrial. Uma vez concluída a primeira etapa do processamento, este material completamente natural pode ser modelado em várias formas, criando objetos de diferentes tamanhos , várias cores e diferentes graus de resistência. Por isso, é possível produzir artefatos com diferentes espessuras e texturas.

O plástico é completamente biodegradável e não polui o meio ambiente: ele se decompõe em um mês no solo e em poucos dias na água.

É um material livre de toxicidade , tanto que pode ser ingerido sem causar nenhum problema de saúde nem nos seres humanos nem nos animais.


RECOMENDAMOS


COMENTÁRIOS




Revista Carpe Diem
Colha o dia, aproveite o momento...