A polícia Militar de Campinas, no interior de São Paulo, passou a receber doações para o menino de apenas 11 anos que foi encontrado acorrentado, nu e dentro de um barril, no último sábado(30), no Jardim das Andorinhas. A madrasta, a irmã, e o pai da criança foram presos preventivamente em determinação da Justiça.

O menino foi primeiro para o hospital Ouro Verde e depois foi transferido para o Hospital Mário Gatti, onde está internado, o motivo da transferência é que esse outro hospital consegue atender mais suas necessidades. Desde o dia que o garoto foi resgatado, todos os dias os policiais vão visitar o menino no hospital, acompanhando seu tratamento. Os policiais choraram ao encontrar a criança naquelas condições, o menino chegou a pedir para que um dos policiais pedisse sua guarda.

Dário Saadi, prefeito de Campinas, interior de São Paulo, deu 24 horas para que as secretarias responsáveis apresentem todos os relatórios sobre os atendimentos prestados ao garoto. Quer também saber sobre os acompanhamentos feitos à família realizados pelo Conselho Tutelar há um ano, em que também faziam parte da Rede de Assistência Social do município.

A Promotoria da Infância e Juventude de Campinas abriu um procedimento para que pudesse apurar as informações sobre todos os atendimentos recebidos pela criança, em específico no último ano.

Fonte indicada e adaptada: R7

RECOMENDAMOS






Viciado em games, estudante de Educação Física na UFG, pai da Elisa (que ainda está pra nascer) e apaixonado por futebol. Em parceria com minha namorada Mariana, criamos a Carpe Diem com o objetivo de espalhar notícias boas e positivas. sempre antenados com a preservação ambiental.