As peles finalmente saíram de moda! E melhor, se tornaram oficialmente ilegais.

Essa grande conquista foi anunciada na última quarta-feira (04/09) quando foi assinada a Lei de Proteção da Vida Selvagem pelo governador da Califórnia, Gavin Newsom.

Essa lei proíbe qualquer captura e criação de animais destinados a se tornar casacos de pele. Nessas “fazendas de peles” os animais ficam fechados em pequenas gaiolas, no escuro, tratados como simples mercadoria.

E quem verdadeiramente agradece são as raposas, furões, visões e assim por diante, que eram destinados a se tornar uma simples vestimenta para humanos que consideram isso um verdadeiro luxo. É uma prática cruel, é claro, e as peles são inúteis e caras “, disse a vice Lorena Gonzalez, primeira a assinar o projeto de lei.

“Houve uma mudança real de atitude em relação aos animais”, continua Gonzalez. Mas há ainda muito o que se mudar no mercado envolvendo animais: o próximo passo é proibir a venda de acessórios e roupas feitas de pêlos de animais.

“A assinatura desta lei é resultado de uma mudança de opinião e de uma maior conscientização da crueldade animal”, diz Judie Mancuso, fundadora e presidente da Compaixão Social em Legislis.

É com certeza um grande passo ao combate à crueldade com os animais em todo o mundo e na Moda, que a cada dia se renova, com tendências inteligentes e conscientes sobre as necessidades da atualidade. Estamos muito felizes em dar essa notícia!

Fonte indicada e adaptada: GreenMe


RECOMENDAMOS


COMENTÁRIOS




Mariana Marques
Sou estudante, apaixonada por Harry Potter, mãe da Elisa (que está pra nascer) e decidi criar, juntamente com o meu namorado Lucas, a Revista Carpe Diem. Vamos falar de temas atuais, sempre com foco na sustentabilidade e na divulgação de ações humanitárias.