O ZooRio, localizado na cidade do Rio de Janeiro, foi fundado ainda no tempo em que o Brasil era um império e aos poucos meses, foi fechado para mudanças verdadeiramente significativas. O espaço será transformado no novo BioParque do Rio.

O objetivo dessa transformação é provar que o zoológico está cada vez mais comprometido com o bem-estar animal, sendo uma das principais mudanças o fim do enjaulamento dos animais e espaços mais amplos, além da preocupação de reproduzir seus habitats naturais.

bioparque rio1 - Zoológico carioca ZooRio vira Bioparque e decreta fim do enjaulamento de animais

Quase cinquenta espécies de animais ameaçadas de extinção, como a onça-pintada, o lobo-guará e a anta, estarão protegidas.

Além desses ameaçados, mais de 800 espécies estarão presentes. A área Aventura Selvagem, reunirá animais africanos como hipopótamos, zebras, girafas e impalas, e o setor Aves do Brasil, com mais de 220 aves representantes de biomas brasileiros.

bio parque2 - Zoológico carioca ZooRio vira Bioparque e decreta fim do enjaulamento de animais

Para aqueles que querem acompanhar todo o projeto de perto, estão sendo disponibilizados planos mensais individuais ou para 4 pessoas, com os valores de R$ 4,99 ou R$ 7,99 por mês.

Confira o vídeo do projeto:

Com a crescente conscientização sobre a crueldade dos zoos, esse projeto é uma alternativa um tanto curiosa para os amantes da vida selvagem. Qual sua opinião sobre o projeto?

Fonte indicada e adaptada: Razões para Acreditar

COMENTÁRIOS




Mariana Marques
Sou estudante, apaixonada por Harry Potter, mãe da Elisa (que está pra nascer) e decidi criar, juntamente com o meu namorado Lucas, a Revista Carpe Diem. Vamos falar de temas atuais, sempre com foco na sustentabilidade e na divulgação de ações humanitárias.